Mudança de atitude

O espírita deve ser conhecido por suas obras.

É necessário viver e servir.

É necessário viver, meus irmãos, e ser mais do que pó!

Eurípedes Barsanulfo

Ser Espírita acredito eu é ser muito mais do que “simpatizante”, que leitor das obras de Zíbia (sem ofensas), ou assistir reuniões públicas vez ou outra quando temos tempo.

Eurípedes nos dá uma noção do que precisamos buscar, trabalhar, trabalhar e trabalhar. Não estamos aqui a passeio, se acreditamos que somos Espíritos eternos, que a vida aqui na Terra é um breve momento, porque desperdiçamos tanto tempo que nos poderia ser útil em nossa evolução moral?

Na verdade não perdemos, e sim aprendemos, a cada momento somos confrontados em situações que nos testam. Muitos ainda se sentem confusos, acreditar ou não, se entregar à vida de aparentes privações ou se deixar levar pelas seduções materiais que se apresentam a todo o momento de todas as formas. Qual caminho seguir?

Barsanulfo nos diz: Énecessário viver e servir”, eu entendo que podemos conciliar as duas formas de vida, sendo seres materiais a vida material é algo natural, é nosso cotidiano. Mas pensarmos além de nossos parcos horizontes estamos sendo mais do que pó.

Porque pensamos tanto em nosso bem estar material e nada em nosso bem estar espiritual, quando nos predispomos a ser Espíritas, mas pouco ou nada fazemos para que mudemos nossas atitudes, soa mais como uma fuga do anacronismo Católico, ou da pecha arrogante e alienada que os Protestantes estão se tornando, afinal em um mundo que os legisladores lutam para combater preconceitos através de leis, estas religiões remam contra a maré, e alguns pensadores assimilam este antagonismo em suas pregações e para não estar à margem da sociedade que tem culturalmente que assumir uma posição, então assumimos o modismo atual que é ser Espírita.

Sair do ostracismo que nos emperra é uma decisão íntima, que geralmente vem acompanhada de alguma desilusão que nos sacode por inteiro, eu ao contrário tudo que precisei foi apenas olhar adiante e não ter perspectivas futuras, o fato de viver para virar pó ao final me incomodava, que final melancólico e sem graça. Qual seria então a razão de buscarmos uma melhora, de sermos corretos, de sermos responsáveis por alguém. O Espiritismo nos direciona, e nos mostra através da razão que a vida perpetua que existe algo além do que este mundo frio e infeliz tem breves lampejos de felicidades, que na verdade acredito serem momentos de excitação, que são passageiros afinal, sempre temos algo a enfrentar logo adiante, mas mesmo assim lutamos arduamente para conquistar a felicidade material.

O espírita deve ser conhecido por suas obras.

É muito simples, basta que para isto sejamos mais humanos, sejamos mais amigos, mais irmão, mais pais, mais filhos, mais companheiros.

Alguns Espíritas tem aversão a orações decoradas, mas assimile o que iremos ler abaixo como um manual de melhora:

“Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais

Consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido;

amar, que ser amado.

Pois, é dando que se recebe,

é perdoando que se é perdoado,

e é morrendo que se vive para a vida eterna.”

Faça por onde, assuma sua posição de Espírito, e se acredita que isto que vivemos aqui não passa de um breve momento, se transforme.

Anúncios

Sobre Fábio Duarte

@FabioDuarte_BH
Esse post foi publicado em Artigos Fábio Duarte. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s