A Esquerda venceu mais uma vez….

                A Esquerda há alguns anos atrás conquistou metade do planeta democrático de uma vez só, arrebanhando eleitores de todas as partes e classes sociais com a promessa de mudança e uma vida melhor a todos. Pois bem, a conta está sendo cobrada agora, nos dias atuais, em efeito dominó, vários países endividados e deficitários graças a promessas de um mundo novo pago com dinheiro público, responsabilidade fiscal inexistente, e de certa forma uma população acomodada e cada vez querendo mais benefícios que o traga menos trabalho, mais dinheiro e uma aposentadoria que o proporcione bastante conforto na velhice. Ações governamentais que geram desconforto visando um futuro que não seja tenebroso é praticado pela Direita, a mesma Direita que todos a criticam por associar a uma austeridade necessária, mas que aos olhos do povo significa massacrar o pobre em detrimento ao rico, o que se olharmos rapidamente sem uma análise clínica não deixa de ser verdade, mas tudo são pontos de vista, priorizam a cadeia produtiva, e a incentivada, fazendo com que os que comandam estes motores econômicos sobressaiam à população comum.

                Não estou aqui defendendo ideologia política e muito menos políticos, uma vez que a própria classe nos prova a todo momento que sua ações isoladas visam o favorecimento de um pequeno grupo a que os próprios estão inseridos, mas quando analisamos a situação de maneira mais ampla percebemos que ambas deveriam se associar se estivessem visando o bem comum, o bem da população. Enquanto uns incendeiam os populares com promessas de tranqüilidade social, o outro nos proporciona mecanismos para sermos inseridos no mercado consumista por nosso próprio esforço. Não há como traçar um paralelo perfeito entre estas duas linhas políticas, ao contrário, o que poderia haver seria a coexistência, o que é algo distante em nosso planeta em evolução. Allan Kardec em A Gênese nos fala da “Nova Geração” que nada mais é que uma nova safra de Espíritos melhorados que irão assumir o comando da Terra, todos este inclinados ao bem, trabalharão para o progresso de todos extirpando de nosso meio a maldade, fazendo com que as relações humanas sejam sempre pautadas no amor e no bem comum.

E quando esta “Nova Geração” irá chegar? Está próximo toda esta transformação? E para onde eu irei?

Quanto a primeira pergunta ela deve ser feita a cada um de nós, quando desejamos que os homens comecem a se tratar melhor uns com os outros? Quando assumirei o papel de filho de Deus, e agirei como tal?

A segunda pergunta é bem mais fácil, afinal se decidirmos mudar, sabendo que somos parte desta geração ela poderá ocorrer tão logo eu arregace minhas mangas e saia a labutar uma nova postura de vida.

E finalmente para onde irei quando esta “Nova Geração” chegar? Irei permanecer entre os bons, afinal fui um dos responsáveis por esta transformação, eu decidi e trabalhei para que esta nova geração chegasse, já que acreditamos na reencarnação de nosso Espírito a “Nova Era”, como gostam alguns, será eu e meus afins que resolvemos mudar diante a tanto sofrimento causado por nós mesmos diante a vida.

Então fica a pergunta, onde está o erro de um Espírita se envolver em política? O que ocorre se um filósofo quiser inserir suas idéias que ele julga ter uma ética em um meio que influência todos que, são de certa forma, dependentes de decisões ali orquestradas? Se o Espiritismo fosse uma religião não faria mesmo sentido, afinal a religião tende a traçar dogmas e paralelos de vida comum, mas no caso do Espiritismo que se trata de uma filosofia de conduta moral, o errado seria querer dissociar uma coisa de outra, seríamos duas pessoas, usaríamos máscaras diante nossos confrades e combateríamos corrupção com ligações escusas e artimanhas já conhecidas? Não se combate o mal com o mal, usamos o bem, mesmo que para isto sejamos ridicularizados por alguns, só que estes alguns logo irão perceber que com a mudança de mentalidade destes “novos encarnados”, é de não mais aceitar o errado como um simples equívoco.

Vícios mundanos estão deixando de ser moda, lutar por uma sociedade justa e humana é o que cada vez mais entra em pauta. Vamos aderir?

Anúncios

Sobre Fábio Duarte

@FabioDuarte_BH
Esse post foi publicado em política. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para A Esquerda venceu mais uma vez….

  1. Com toda certeza, não somente sob o aspecto de Kardec, mas, também nós umbandistas, que vivemos para humildade, amor e caridade, somos plenamente de acordo. Está chegando finalmente a era em que a sujeira colocada embaixo do tapete está aparecendo e com isto descobrindo-se o joio do trigo. Não teremos meio termo. Ou se caminha para o bem, para fraternidade, para o amor universal ou se envereda para a corrupção desenfreada, para a guerra ao poder a luxúria aos devaneios da matéria, que logo serão descobertos a todo instante.
    É a verdade transparecendo sobre a falsidade de uma luz que jamais existiu nestes corações!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s