Apometria

Iremos trazer de nossa Comunidade do Orkut alguns assuntos que são tratados por lá já alguns anos.

Sugerimos que leiam o artigo no link indicado abaixo por conter opiniões dos Espíritas, inclusive explicando o porque desta técnica que mesmo difundida no Movimento Espírita não é uma prática comum e aceita pelos mesmos.

APOMETRIA

Apometria é uma técnica de cura oriunda da Aumbandhã – Lei Maior Divina ou Sabedoria Secreta, setenária e esotérica, originária de uma estrela da Constelação de Sírius, muito próxima ao Grande Sol Central. Ela é por nós conhecida desde os tempos de Atlântida, época em que Ramatis (espírito originário de Sírius) foi Sacerdote Aumbandhã. Na Atlântida foi contemporâneo, em uma existência, do Espírito que mais tarde seria conhecido pelo pseudônimo de Allan Kardec (o codificador do Espiritismo). Mais tarde, em outra encarnação, na antiga Grécia, foi Pitágoras. Ainda no Egito teve novo encontro com Kardec, que era então sacerdote Amenófis, ao tempo do Faraó Merneftá, filho de Ramsés. No tempo em que Jesus Cristo viveu, Ramatis foi um filósofo hebreu que viveu em Alexandria. Conviveu com os essênios e viajou para a Palestina onde conheceu Jesus.

Embora sendo um sistema de cura bastante antigo, como dito acima já utilizado em Atlântida, foi por nós mesmos completamente relegado ao esquecimento.

Já em nosso tempo, em 1867, essa técnica de cura, que ainda não levava o nome de Apometria, era descrita através de seus métodos e mecanismos, pelo Sr. Peyanne, na Sociedade Espírita de Bordeaux, sob aquiescência de Kardec. Ainda nesse período coube a outro cientista e pesquisador da Doutrina dos Espíritos, Ernesto Bozzano, (1862 – 1943), em sua obra “Fenômenos de bilocação”, criar o termo “desdobramento”, circunstanciando detalhadamente, os processos que envolvem os veículos de manifestação do espírito reencarnado, dentro de uma ordem setenária. 

Kardec, no “O Livro dos Médiuns”, cap.I, segunda parte, item 54, fala que: “o conhecimento do perispírito é a chave de uma multidão de problemas até agora inexplicáveis”.

Em outubro de 1963, no II Congresso Espírita Pan-Americano em Buenos Aires, Luiz J. Rodrigues (farmacêutico bioquímico, psicoterapeuta portoriquenho, não espírita, radicado no Rio de Janeiro) apresentou sua técnica de tratamento : HIPNOMETRIA. Que consistia na utilização de impulsos magnéticos em pacientes, contados a partir da idade dos mesmos até o número zero. Nesse momento, o paciente encontra-se fora do corpo físico, no campo astral, onde médicos e enfermeiros desencarnados cuidavam e orientavam terapêuticas a serem seguidas para aquele caso. Rodrigues dizia que não se tratava de trabalho mediúnico e que o afastamento dos corpos sutis era anímico, e que iria divulgar essa técnica para o meio científico da medicina, tentativa que não conseguiria êxito.

Em 1965, Rodrigues passou por pequena cirurgia ocular ambulatorial no Hospital Espírita de Porto Alegre (HEPA). Recuperado da cirurgia, relatou a Conrado Riegel Ferrari, Presidente do HEPA, as suas experiências com a Hipnometria. O Presidente, espírita de longa data, homem aberto ao saber, percebeu a importância do que ouvia e combinou com Rodrigues a realização de algumas sessões da técnica nas dependências do HEPA para alguns espíritas com responsabilidade de líderes no movimento espírita porto-alegrense, dentre os quais: CEL. Valdomiro Eifler e a esposa, Áurea Eifler, Aldo Flores e a esposa Alba Saucedo, Dr. Ivo Castilho, João Amado Venâncio (Vice –Presidente do HEPA), e Maria Bocorni (médium). Todos os participantes eram espíritas convictos e atuantes, mas somente os Srs. Conrado, João Amado Venâncio e Maria Bocorni impressionaram-se positivamente com a nova técnica psíquica. 
Foi então que Conrado e Venâncio resolveram convidar o Dr. Lacerda a assistir a uma sessão. Este ficou tão impressionado com o que assistiu que ao chegar em casa, entusiasmado, chamou sua esposa, Dna. Yolanda, e lhe disse transbordando de alegria: “Yolanda, descobri algo fantástico. Uma técnica surpreendente. Deita neste sofá e prepara-te para seres desdobrada ao mundo espiritual”. –“O que é isso Lacerda? Que loucura é essa?” –“Não perguntes mais nada, Yolanda, confias e verás”. Colocou-a deitada no sofá, fez uma prece para preparação do ambiente e procedeu com os impulsos magnéticos para desdobrar a companheira. Dna. Yolanda, médium altamente sensitiva, nunca tivera experiência com desdobramento induzido, percebeu neste momento que estava no mundo extrafísico. Estava na frente do Hospital Amor e Caridade, no astral (situado na colônia espiritual que dá o suporte para os trabalhos espirituais realizados na Casa do Jardim, no plano material), por onde passeou e depois voltou ao corpo físico. 
Após algumas experiências com o marido, Dr. Lacerda, foram convidados pelo Sr. Conrado para fazerem um atendimento a uma senhora de seu círculo de amizade. O atendimento ocorreu na Casa do Jardim, no plano físico (conjunto arquitetônico que agregava a Divisão de Pesquisa Psíquica do Hospital Espírita de Porto Alegre – HEPA). Dna. Yolanda desdobrada, percebeu que fora levada ao Hospital Amor e Caridade (no astral), onde foi recebida pelo Dr. Lourenço (médico espiritual responsável por passar todos os conhecimentos científicos apométricos ao Dr. Lacerda) que lhe disse serem velhos conhecidos, que a levou para uma sala, onde a paciente desdobrada também foi levada, onde recebeu o tratamento necessário. Dr. Lourenço disse psicofônicamente por mediação de Dna. Yolanda, que a paciente teria uma filha, o que deixou a paciente e o marido surpresos, uma vez que a mesma não podia engravidar. Meses depois a menina nasceu. 
Com esse atendimento, iniciou-se a prática apométrica em Porto Alegre, no Brasil e no mundo.
O Sr. Conrado apoiou espiritual e financeiramente de forma incondicional o nascimento e desenvolvimento da Apometria. Providenciou a adequação de uma casa existente no terreno do HEPA, à esquerda do acesso principal, em meio a belo jardim, para sediar os trabalhos em ambiente confortável e acolhedor. Tal casa ficou conhecida como Casa do Jardim, nome adotado pelo Dr. Lacerda quando fundou a entidade espírita assistencial em 07/03/1987. O HEPA apoiou a Apometria até Fev./1987.

Dr. Lacerda via a Umbanda como uma filosofia de vida e prática mediúnica útil e necessária ao povo brasileiro, ainda tão apegado a liturgias e rituais. Dizia que a Umbanda era uma ponte entre o Catolicismo Dominante e o Espiritismo Libertador. Assim pensando, compreendia, permitia e estimulava, quando necessário, a manifestação de Entidades Espirituais nas faixas (personalidades) de Pretos-Velhos, Caboclos, etc. Usava cantar pontos de Umbanda para harmonização do ambiente de trabalho, o que hoje sabemos funcionam como mantras liberadores de energias poderosas. Os sons harmônicos constituem excelente auxílio em trabalhos apométricos. Dado a essa visão larga e liberal e a não aceitar imposições e normas de trabalho e pesquisa que não aquelas “comprometidas com o amor e a verdade”, como costumava dizer, foi incompreendido pela elite diretora do Movimento Espírita Brasileiro. Durante uma visita oficial à Casa do Jardim, realizada pela Federação Espírita do Rio Grande do Sul, pressionaram o Dr. José Jorge da Silva (Presidente do HEPA) e o Dr. Lacerda: “Pára com os Pretos-Velhos ou sai do recinto do Hospital”. Incontinenti, resoluto, respondeu o Dr. Lacerda: “Fico com os Pretos-Velhos e saio”. Naquele momento saiu da Casa do Jardim seguido por toda sua equipe mediúnica. Sem ter local próprio para os trabalhos, a Casa do Jardim iniciou uma jornada de peregrinação em vários centros de Umbanda, que durou de fev/1987 até ago/1996, data em que adquiriu o imóvel sito à R. Beck, 129 – Bairro Menino Deus, em Porto Alegre, onde está até hoje. 
A Apometria ainda não é aceita por muitas casas espíritas que cumprem a orientação da Federação Espírita Brasileira.

Dr.Lacerda, médico de grande cultura e rara genialidade, formado pela Universidade do Rio Grande do Sul (URGS), foi cirurgião, ginecologista e clínico geral. Quando jovem exerceu o magistério nas disciplinas de Desenho Técnico, Ciências Físicas e Biológicas pelo Senai. Estudou Belas Artes e História Natural na URGS, mas não formou-se porque foi para o exército. Era apaixonado pela natureza e tinha sólidos conhecimentos de Botânica, Física, Matemática, História Geral, da França e do Cristianismo. Ornou seu saber com um caráter humanista e ilibada conduta moral. Foi espírita convicto e atuante desde a juventude, e junto com sua esposa, Dna Yolanda, realizou por mais de 50 anos, trabalho dedicado, persistente, assíduo, amorável e profícuo, sem outra motivação que não a de servir ao próximo amoravelmente.
Dr. Lacerda, quando assistiu a primeira sessão da Hipnometria realizada por Ferrari, percebeu que a contagem em voz alta, acompanhada do estalar de dedos, não tinha nada de mágico ou cabalístico. O que valia era a ação mental, a convicção, propósito e vontade firmes, propiciando a liberação e o direcionamento de energias mentomagnéticas que produziam o desdobramento. Incorporou-se ao novo trabalho, desenvolveu estudos ao longo de 32 anos (1965 – 97), fundamentou cientificamente e instrumentalizou operacionalmente a nova técnica aqui discutida. 
O Hospital Amor e Caridade já dava o suporte para os tratamentos espirituais de cura que o Dr. Lacerda realizava.
O Dr. Lacerda não adotou o nome hipnometria, pois dava a conotação de sono ou hipnose. Utilizou o nome APOMETRIA. Partindo das palavras gregas: APO = além de, fora de, separar; METRON = relativo à medida. 
Em 1987, Dr. Lacerda publicou um livro básico de Apometria, de sua autoria: ESPÍRITO e MATÉRIA: Novos horizontes para a medicina. A mesma obra foi traduzida para o inglês e editada em 1997 pela New Falcon Publications, Tempre, Arizona, USA, sob o título: Spirit and Matter: New horizons for medicine. 
CONCEITO = A Apometria é uma técnica de desdobramento do agregado espiritual do ser humano, induzida por energia mental de um operador encarnado, sob o impulso da vontade. Trata-se de uma técnica anímica que faculta, através de sintonia mediúnica, o acesso aos registros e particularidades desse agregado formado pelos sete corpos e seus níveis, onde se ocultam as raízes das desarmonias psíquicas e espirituais do ser, como também as possibilidades de se manusear energias.

Continue lendo :

Espiritismo Estudo e dúvidas – Apometria

Anúncios

Sobre Fábio Duarte

@FabioDuarte_BH
Esse post foi publicado em Artigos Diversos. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Apometria

  1. Rogerio disse:

    Depois irei ler este artigo, mas já fiquei com uma pulga atrás da orelha. A impressão que me causou inicialmente é de que se está utilizando o Espiritismo para dar mais credibilidade a tal idéia assumindo-a como espírita. Acho que tudo deve ser estudado para se entender do que se trata, porém devemos ter o cuidado e a responsabilidade de não ficarmos agregando ou transformando tudo como se fosse espírita. Mas, como disse, lerei o artigo por completo para entender o que se quer passar.

  2. moderadoreed disse:

    Caro amigo,

    Na verdade a intenção é trazer para discussão o tema, uma vez que é encarado pelo MEB como algo comum a ser feito nas Casas Espíritas, no link no final do texto é nos trazido os argumentos que demonstram se tratar de uma técnica que não encontra respaldo nas Obras kardecianas.

  3. Magda disse:

    Fiz 2 apometrias, a 1ª vez me senti muito bem após um tempo, já na 2ª, 4 dias após, me senti muito mal com crises de depressão há 2 meses. Me disseram que é normal esse agravamento pq traz à tona os problemas do passado, e dps vai amenizando até desaparecer a causa final. No meu caso tenho depressão há 13 anos. Isso procede? É comum mesmo esse agravamento?
    Gostaria de saber tb se apometria tira maldição de outra encarnação, pq já me disseram isso e tenho sérios problemas na parte amorosa.
    Fico no aguardo de uma resposta.

    Magda

  4. Fábio Duarte disse:

    Apometria é uma técnica como qualquer outra coisa…

    Procure ajuda médica e apoio em sua família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s