Maldições segundo o Espiritismo

 mulher abismos

 A Questão 557 do O Livro dos Espíritos trata deste assunto de maneira bem clara e objetiva, vejamos a pergunta de Allan Kardec e a resposta dos Espíritos:

557) A benção e a maldição podem atrair o bem e o mal para aqueles a que são lançadas?

–  Deus não ouve uma maldição injusta e aquele que a pronuncia é culpável aos seus olhos. Como temos as tendências opostas do bem e do mal, pode nesses casos haver uma influência momentânea, mesmo sobre a matéria; mas essa influência  nunca se verifica se a permissão de Deus, como acréscimo de prova para aquele que a sofre. De resto mais frequentemente se maldizem os maus e bendizem os bons . A benção e a maldição não podem jamais desviar a Providência da senda da justiça: esta não fere o amaldiçoado se ele não for mal e sua proteção não cobre aquele que não mereça.

O caráter racional do Espiritismo dissipa a idéia de “sobrenatural” ou de “maravilhoso” que muitos imputam à Doutrina Espírita sem conhecimento de causa, as questões 528 e 529 inclusive tratam deste assunto focando nas lendas criadas através dos tempos, fazendo com que pessoas de boa fé creditem força á talismãs e rituais, é importante citar que assim como a questão acima cita pode haver uma ação concreta por algum momento, o que pode perpetuar é nosso desejo intimo, nossa vontade, nossa persistência em crer que somos manipulados por “forças desconhecidas”, somos donos de nosso destino através de nossas escolhas e nada pode mudar isto.

A questão 528 do O Livro dos Espíritos, por exemplo, cita o fato de escaparmos de algum acidente por intervenção “divina e ou espiritual”, a INSPIRAÇÃO pode sim ocorrer, como ouvimos sempre, mas obedecer esta inspiração é decisão nossa. Várias pessoas relatam que antes de fazer uma viagem “algo” lhe dizia para não ir, ou mesmo alguém sugerir que não façamos tal caminho, e logo depois somos sabedores de ter havido um acidente ou alguma interrupção abrupta.

Percebemos que os que crêem em tais situações fantasiosas combate estas fantasias com argumentos também fantasiosos, cria-se um círculo de misticismo desnecessário. É sabido por nós que alguns encontram alívio, e alguns pouquíssimo casos, são realmente curados a custa da indução mental, Jesus em suas passagens sempre afirmava: “A tua fé te curou” demonstrando que sem a devida crença pouco ou nada pode ser feito, e esta crença se baseia justamente em crer que podemos ser salvo por algo ou alguma coisa, e este trabalho mental é difícil e complicado de ser controlado devido a tantas preocupações banais a que somos submetidos a todo momento. Fazer uma limpeza mental deixando de lado pequenas coisas que apenas nos fazem sobrecarregar o peso sobre nossos passos já calejados por vidas anteriores onde cometíamos o mesmos equívocos de agora.

 maldição espiritismo

Mas respondendo a pergunta título é bem simples: Viva, viva sem medo, afinal estamos em uma fase de aprendizado, não tenha medo do oculto, do desconhecido afinal o Espiritismo nos escancara as portas deste mistério nos colocando no centro dos acontecimentos, somos donos de nossas escolhas e colheremos o resultado destas escolhas, leia as Obras de Allan Kardec e descubra por si só o quão simples é a vida, e a vida após a vida.

Anúncios

Sobre Fábio Duarte

@FabioDuarte_BH
Esse post foi publicado em Artigos Fábio Duarte e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s